O jornalismo diante de novos cenários sociais – a imprensa e o surgimento da Aids e do crack Ver ampliado

O jornalismo diante de novos cenários sociais – a imprensa e o surgimento da Aids e do crack

AutorMozahir Salomão Bruck

ISBN: 978-85-8499-024-5

Formato: 16x23 cm

Paginas: 176

Mais detalhes

R$ 35,00

O jornalismo diante de novos cenários sociais – a imprensa e o surgimento da Aids e do crack <p><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 12pt;"><strong>O jornalismo diante de novos cenários sociais – a imprensa e o surgimento da Aids e do crack</strong></span></p> <p><span style="font-size: 10pt;"><strong style="font-family: Garamond, serif;">Mozahir Salomão Bruck</strong></span></p> <p><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 8pt;">Jornalista competente e acadêmico rigoroso, Bruck aciona essas suas duas qualidades para nos fazer compreender os desafios e dificuldades enfrentados ainda hoje pelo jornalismo para cobrir tudo aquilo que escapa da mesmice.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 8pt;">Diante de cenários complexos inaugurais, como denomina o autor, torna-se nítida a instabilidade na cobertura jornalística, perceptível nas dificuldades no modo de enquadramento e angulação e na reverberação de aspectos emocionais, responsáveis pela fetichização de fenômenos, assim transformados em atores sociais, promovendo valores discriminatórios, provocando desinformação, cristalizando mitos e assim opacizando uma realidade que em tese deveria iluminar.</span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-size: 8pt;"><span style="font-family: Garamond, serif;">Para explicar a limitada capacidade do jornalismo em perceber o acontecimento além de sua superfície ocorrencial, sua dependência de fontes de autoridade e sua postura mais reativa do que proativa diante da novidade que irrompe, Bruck mobiliza um grande arsenal teórico sobre o acontecimento e o conhecimento, passando pela filosofia de William James, Alfred Schütz, Michel Foucault e Giles Deleuze, a sociologia de Berger &amp; Luckmann e Gaye Tuchman, a teoria do discurso de Maurice Mouillaud, e o aporte de pesquisadores da Comunicação</span><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;">. </span></span></p> <p class="western" align="justify"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif; font-size: 8pt;">(Eduardo Meditsch)</span></p>
R$ 28,00

O jornalismo diante de novos cenários sociais – a imprensa e o surgimento da Aids e do crack

Mozahir Salomão Bruck

Jornalista competente e acadêmico rigoroso, Bruck aciona essas suas duas qualidades para nos fazer compreender os desafios e dificuldades enfrentados ainda hoje pelo jornalismo para cobrir tudo aquilo que escapa da mesmice.

Diante de cenários complexos inaugurais, como denomina o autor, torna-se nítida a instabilidade na cobertura jornalística, perceptível nas dificuldades no modo de enquadramento e angulação e na reverberação de aspectos emocionais, responsáveis pela fetichização de fenômenos, assim transformados em atores sociais, promovendo valores discriminatórios, provocando desinformação, cristalizando mitos e assim opacizando uma realidade que em tese deveria iluminar.

Para explicar a limitada capacidade do jornalismo em perceber o acontecimento além de sua superfície ocorrencial, sua dependência de fontes de autoridade e sua postura mais reativa do que proativa diante da novidade que irrompe, Bruck mobiliza um grande arsenal teórico sobre o acontecimento e o conhecimento, passando pela filosofia de William James, Alfred Schütz, Michel Foucault e Giles Deleuze, a sociologia de Berger & Luckmann e Gaye Tuchman, a teoria do discurso de Maurice Mouillaud, e o aporte de pesquisadores da Comunicação.

(Eduardo Meditsch)

Fale conosco

           Não encontrou o produto           desejado, envie-nos um           e-mail.

Telefone:11-2365-0744

Enviar e-mail

Newsletter

PayPal