África contemporânea em cena – perspectivas interdisciplinares Ver ampliado

África contemporânea em cena – perspectivas interdisciplinares

AutorSelma Pantoja, Edvaldo A. Bergamo e Ana Claudia da Silva (orgs.)

ISBN: 978-85-8499-004-7

Formato: 16x23 cm

Paginas: 154

Mais detalhes

R$ 40,00

África contemporânea em cena – perspectivas interdisciplinares <p><span style="font-size: 12pt;"><span style="font-family: Garamond, serif;"><strong>África contemporânea em cena – perspectivas interdisciplinares</strong></span> </span></p> <p><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 12pt;"><strong>Selma Pantoja, Edvaldo A. Bergamo e Ana Claudia da Silva (orgs.)</strong></span></p> <p><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 12pt;"><strong>Armindo Ngunga, Paulo de Carvalho, Ana Maria Nogales Vasconcelos, Benjamin Abdala Junior, Leila M. G. Leite Hernandez, Estevam Thompson, Ana Mafalda Leite, Bruno Okoudwa</strong></span></p> <p class="western" align="JUSTIFY"><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 10pt;">Esta coletânea trata de diversos temas que estão na ordem do dia nos países africanos de língua portuguesa e também nos meios acadêmicos brasileiros. Nesse livro, que resultou de um seminário internacional, procuramos construir uma ponte com vários saberes em diálogo, em um esforço acadêmico para superar a grande dificuldade de sermos interdisciplinares. Para isso, reunimos três vivências de formação em programas de pós-graduação de Angola, de Moçambique e do Brasil e debatemos sobre suas atuais dificuldades. Essa reflexão foi o ponto de partida para a discussão de outras problemáticas</span></p> <p class="western" align="JUSTIFY"><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 10pt;">africanas que transcendem campos de estudos específicos. É preciso ousar e viver nas fronteiras das identidades e de novas subjetividades em contato para abarcar as questões que emergem ao considerarmos as novas escritas e suas formas de reinventar e revisitar as narrativas, que vão além de brasileiros, angolanos e moçambicanos. Os capítulos da presente obra tocam essas várias bordas das vidas e de imaginários nas construções textuais</span></p> <p class="western" align="JUSTIFY"><span style="font-family: Garamond, serif; font-size: 10pt;">e intertextuais das culturas africanas, evocando a diversidade na construção dos países, o desejo plural de nação, o modo como uma narrativa precisa de mais de uma versão para vir a ser História. Compartilhamos com esse mundo de língua portuguesa africano o que há de geral, a colonialidade, enquanto padrão de poder mundial; algo invisível, mas que comanda, controla o visível; no âmbito particular do saber endógeno, buscamos no jeito angolano de criar sua ficção, no moçambicano e cabo-verdiano de produzir e inscrever suas ideias acerca de poderes políticos, memórias e histórias, a reafirmação de uma permanente interlocução entre as diversas margens atlânticas e índicas.</span></p>
R$ 32,00

África contemporânea em cena – perspectivas interdisciplinares 

Selma Pantoja, Edvaldo A. Bergamo e Ana Claudia da Silva (orgs.)

Armindo Ngunga, Paulo de Carvalho, Ana Maria Nogales Vasconcelos, Benjamin Abdala Junior, Leila M. G. Leite Hernandez, Estevam Thompson, Ana Mafalda Leite, Bruno Okoudwa

Esta coletânea trata de diversos temas que estão na ordem do dia nos países africanos de língua portuguesa e também nos meios acadêmicos brasileiros. Nesse livro, que resultou de um seminário internacional, procuramos construir uma ponte com vários saberes em diálogo, em um esforço acadêmico para superar a grande dificuldade de sermos interdisciplinares. Para isso, reunimos três vivências de formação em programas de pós-graduação de Angola, de Moçambique e do Brasil e debatemos sobre suas atuais dificuldades. Essa reflexão foi o ponto de partida para a discussão de outras problemáticas

africanas que transcendem campos de estudos específicos. É preciso ousar e viver nas fronteiras das identidades e de novas subjetividades em contato para abarcar as questões que emergem ao considerarmos as novas escritas e suas formas de reinventar e revisitar as narrativas, que vão além de brasileiros, angolanos e moçambicanos. Os capítulos da presente obra tocam essas várias bordas das vidas e de imaginários nas construções textuais

e intertextuais das culturas africanas, evocando a diversidade na construção dos países, o desejo plural de nação, o modo como uma narrativa precisa de mais de uma versão para vir a ser História. Compartilhamos com esse mundo de língua portuguesa africano o que há de geral, a colonialidade, enquanto padrão de poder mundial; algo invisível, mas que comanda, controla o visível; no âmbito particular do saber endógeno, buscamos no jeito angolano de criar sua ficção, no moçambicano e cabo-verdiano de produzir e inscrever suas ideias acerca de poderes políticos, memórias e histórias, a reafirmação de uma permanente interlocução entre as diversas margens atlânticas e índicas.

Fale conosco

           Não encontrou o produto           desejado, envie-nos um           e-mail.

Telefone:11-2365-0744

Enviar e-mail

Newsletter

PayPal